A cada 2 de novembro, é possível ganhar indulgência plenária a um ente querido falecido

Igreja

No dia 2 de novembro, na comemoração de todos os fiéis defuntos, é possível ganhar indulgência plenária para a alma de um ente querido, familiar ou amigo, que já faleceu.

O Papa Francisco explicou, em 30 de outubro de 2013, que, assim como os santos intercedem diante de Deus por nós, podemos rogar ao Senhor pelas almas do purgatório.

“Todos os batizados da terra, as almas do Purgatório e todos os beatos que já se encontram no Paraíso formam uma única grande Família. Esta comunhão entre a terra e o Céu realiza-se especialmente na prece de intercessão”, disse naquela ocasião.

Segundo a Indulgentiarum Doctrina (Norma 15), um católico pode ganhar indulgência plenária por um defunto “em todas as igrejas, oratórios públicos ou semi-públicos – para os que legitimamente usam desses últimos”.

É necessário seguir as condições habituais de confissão sacramental, comunhão eucarística e oração nas intenções do Sumo Pontífice.

ACI