A conversão e o casamento do ator Juliano Cazarré: “O Pai nos trouxe para a Sua casa”

Igreja

O ator e a jornalista Leticia compartilharam testemunhos excepcionais de fé ao se casarem na Igreja: “A gente queria muito receber o sacramento”

Receberam o sacramento do Matrimônio no último sábado, 29 de agosto, o ator Juliano Cazarré e a jornalista e bióloga Leticia Cazarré, que estão civilmente casados desde 2011 e têm três filhos, Vicente, Inácio e Gaspar. O ator já havia declarado, em ocasião anterior, que Leticia e ele também desejavam casar-se perante a Igreja: “A gente queria muito receber o sacramento“.

Via rede social, Juliano compartilhou uma foto da cerimônia deste sábado com a seguinte legenda:

“Uma chuva de graças hoje. Batizado do Vicente e do Inácio. Primeira Eucaristia da Leticia, do Vicente e do Inácio. Sacramento do Matrimônio. Louvado seja Deus para sempre. Abençoa, Senhor, as famílias. Amém. Abençoa, Senhor, a minha também”.

Leticia, que também compartilhou no Instagram várias fotos da cerimônia e da família, reforçou:

“Foi o dia mais significativo da nossa vida enquanto família, entregando tudo o que somos e temos nas mãos daquele a quem tudo devemos: Deus. Nada disso seria possível se não fosse o amor, a fé e o empenho do meu @cazarre”.

A trajetória de conversão

Em dezembro de 2019, o ator havia publicado um breve testemunho do percurso da família rumo à Igreja Católica:

“Durante anos eu rezei pedindo, ‘Senhor, mostra-me o caminho. Se eu decidir por mim, eu vou errar. Mas eu não quero mais errar, Pai. Então, por favor, meu Deus, mostra-me o caminho’. E um dia eu respondi em uma entrevista – não sei por quê – que meu sonho era interpretar Jesus em Nova Jerusalém. E assim aconteceu. E um dia eu ouvi um sino de uma igreja tocar ao longe e pensei: ‘Que vontade de assistir à missa’. E lá fui eu, vinte e tantos anos depois da última missa a que eu tinha assistido. No dia seguinte, fui me confessar. E desde então tudo tem sido tão lindo, tanto estudo, tanta fé, tanto amor, tanta graça. E um dia, minha esposa me disse: ‘Quero ir à missa contigo’. E fomos todos, a família toda. E assim, o Pai nos trouxe para a sua casa, onde somos amados por Ele e pelo Filho, com o fogo do amor do Espírito Santo. E lá chegando, ainda recebemos dele uma Mãe, que nos protege e que leva por suas santas mãos nossas preces imperfeitas e as entrega a seu filho amado, Jesus”.

As duas últimas frases são um belo resumo da catequese católica e merecem ser relidas com atenção e gratidão:

“O Pai nos trouxe para a sua casa, onde somos amados por Ele e pelo Filho com o fogo do amor do Espírito Santo. E lá chegando, ainda recebemos dele uma Mãe, que nos protege e que leva por suas santas mãos nossas preces imperfeitas e as entrega a seu Filho amado, Jesus”.

POR: ALETEIA