Alex Zanardi famoso ex-piloto de Fórmula 1 e atleta paralímpico reflete sobre o esporte e a vida católica

Esporte

O atleta italiano Alex Zanardi, que está hospitalizado em estado grave após ter sofrido um acidente no dia 19 de junho, escreveu pouco antes do acidente a introdução de um livro que reflete o pensamento do Papa Francisco sobre o esporte: “Colocar-se em jogo. Pensamentos sobre o esporte”.

O livro, publicado pela Libreria Editrice Vaticana, é uma compilação de frases pronunciadas pelo Pontífice em audiências e encontros com atletas.

Zanardi, que colaborou em várias ocasiões com iniciativas esportivas do Vaticano e que falou várias vezes com o Papa, foi piloto de Fórmula 1 com as equipes Jordan, Lotus, Minardi e Williams até que perdeu as duas pernas em um acidente na competição IndyCar em 2001.

Desde então, iniciou a carreira esportiva como ciclista paralímpico na categoria handbike, que o levou a conquistar 4 ouros paralímpicos. No entanto, em 19 de junho, durante uma exibição, sofreu um acidente que causou graves danos à sua cabeça. Desde então, está internado em terapia intensiva.

 

No texto de sua introdução, Zanardi se pergunta em que consiste o bem-estar: “Fortuna, sucesso, dinheiro ou, ao contrário, saber satisfazer a própria alma compreendendo verdadeiramente o que fazer na vida?”.

Ele assegura que se sente “um privilegiado, que recebeu um presente da vida em mais de uma ocasião. E, admito, talvez seja graças a isso que entendi o mais fundamental: para mim, entrar em um carro de corrida ou em uma handbike não é importante para tentar vencer; venci depois porque compreendi que desejava muito consegui-lo”.

Lamenta que o mundo atual “hiper tecnológico, consumista e em contínua evolução” bifurque os caminhos que podem ser seguidos e que, seja um obstáculo para muitos jovens que podem ter dificuldade em identificar o seu próprio caminho.

“E nós, que de alguma forma já passamos por isso, que instrumentos temos para exortar os nossos filhos a serem curiosos, para lhes explicar que, por mais difícil que seja reconhecer o caminho pessoal, será precisamente a pertença a esse caminho o que revelará de que maneira dentro de cada um de nós albergamos sempre talento suficiente para vencer?”.

Nesse sentido, enfatiza que “assinalar exemplos positivos pode ser a resposta que os inspire”. “Paixão é a palavra. Essa coisa maravilhosa que faz as coisas acontecerem e que pode abençoar nossas vidas se deixarmos que a oriente”.

“Compreender quanto trabalho apaixonado há por trás da longa construção da gesta de um atleta nos ajuda a explicar aos jovens quem é de verdade o ‘fora de série’: um homem que compreendeu durante muito tempo o importante que é percorrer com alegria o caminho em vez de deixar-se dominar pelas ilusões de ter que concluí-lo antes dos demais”.

“Essa é a forma inconcebível de inspiração que o esporte e seus grandes campeões podem nos dar”, conclui seu texto introdutório Alex Zanardi. “Talvez, junto com os cabelos brancos, o que humildemente sinto que tenho em comum com o Santo Padre, que quis realizar este trabalho, é o desejo de fazer refletir sobre um modo melhor de olhar e viver o esporte”.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.

POR: ACI PRENSA