Após invasões na Síria e hostilidade com a Grécia, Volkswagen revisa decisão de fábrica na Turquia

Atualidades

A Turquia começou a sentir o baque econômico, devido a sua hostilidade com os curdos na Síria e bem como com a Grécia, na disputa regional. A montadora alemã Volkswagen anunciou a alguns dias que vai rever a decisão de fazer uma fábrica no país de Erdogan, custando cerca de 4 mil postos de trabalho.

Com a revisão da decisão de investimento a Bulgária pode ser beneficiada, já que a decisão da montadora alemã estava entre Turquia e a Bulgária. O país euroasiático atualmente enfrenta críticas da comunidade internacional devido a uma operação militar na Síria e bem como as hostilidades na região do Mar Egeu ameaçando a Grécia.

“Estamos monitorando cuidadosamente a situação atual e observamos com preocupação os desenvolvimentos atuais”, falou um porta-voz da Volkswagen à agência Reuters

A empresa alemã tinha planos de produzir o novo Passat no país da eurásia, e bem como modelos da Skoda. Atualmente a fabricação do Passat é feita em Emden na Alemanha, a fábrica de Emden será utilizada para os novos modelos elétricos.

A Volkswagem não é a única empresa que pretende rever seus planos de investimentos na Turquia, outra empresa que também sinalizou rever é o grupo francês Adeo controlador da Leroy Merlim e da Decatlhon. O grupo Telemarco maior empresa de atendimento da Itália também vai rever seus investimentos.