Bispos cumprimentam Luis Lacalle como próximo presidente do Uruguai

Igreja

Conselho Permanente da Conferência Episcopal do Uruguai cumprimentou, em 28 de novembro, o futuro presidente da república, Luis Lacalle Pou, uma vez que, segundo o Tribunal Eleitoral, teria obtido a vantagem necessária sobre seu rival Daniel Martínez no segundo turno do domingo, 24 de novembro.

Quando as notícias foram divulgadas, houve uma reação imediata nas redes sociais.

Uma dessas mensagens foi a do Conselho Permanente da Conferência Episcopal do Uruguai, que saudou Luis Lacalle Pou como presidente eleito e solicitou “a bênção de Deus para que o novo governo esteja a serviço do bem comum e contribua para a unidade de todos os uruguaios”.

Por sua vez, o Arcebispo de Montevidéu, Cardeal Daniel Sturla, também parabenizou Lacalle e a primeira mulher eleita vice-presidente, Beatriz Argimón. “Deus os abençoe. Nossa Senhora dos Trinta e Três ajude todos os uruguaios a nos entendermos como filhos e irmãos”, expressou.

No primeiro turno realizado em 27 de outubro, Martínez obteve 39% dos votos, enquanto Lacalle, apenas 28,6%. Para ser eleito para a presidência, devem ser obtidos 50% dos votos mais um, portanto, ambos tiveram que ir para o segundo turno.

Nas eleições de domingo, 24 de novembro, Lacalle obteve 48,7% dos votos e Martínez 47,5%, ou seja, 28.666 votos de diferença.

No entanto, o Tribunal Eleitoral não proclamou a vitória de Lacalle, pois os 35.229 votos “observados” foram superiores à diferença de votos entre os dois candidatos. Desta forma, o candidato do Partido Nacional deveria somar pelo menos 3.170 votos do total de observados.

Embora o Tribunal Eleitoral já esteja há 4 dias revisando os votos, aproximadamente às 16h30 (hora local) de quinta-feira, foi informado que Lacalle tinha 9.718 votos contra os 4.629 votos do oficialista Daniel Martinez, da Frente Ampla.

Espera-se que o Tribunal Eleitoral proclame o presidente eleito no sábado, 30 de novembro. Lacalle deverá assumir seu cargo em 1º de março de 2020.

ACI