Bispos pedem orações e ajuda após erupção de vulcão nas Filipinas

Igreja

Os bispos das Filipinas pediram orações e ajuda para as os afetados pela erupção do vulcão Taal, que causou a evacuação de milhares de pessoas da área atingida.

O Arcebispo de Lipa, Dom Gilbert Garcera, explicou à Rádio Veritas que, “além das orações, pedimos ajuda com doações em dinheiro ou em espécie para a tarefa de solidariedade da Arquidiocese”, que abriu as portas de suas paróquias para acolher os deslocados, que são aproximadamente três mil pessoas.

Segundo ‘Vatican News’ em inglês, o seminário da Sociedade do Verbo Divino e outras instituições religiosas também estão recebendo pessoas deslocadas na cidade de Tagaytay, que precisam de alimentos, remédios, material de limpeza e combustível.

“Rezamos pela segurança das pessoas nas áreas próximas ao vulcão Taal”, disse Dom Paolo Virgilio David, Bispo de Kalookan e vice-presidente da Conferência dos Bispos Católicos das Filipinas.

O Taal é um dos vulcões mais ativos das Filipinas e está localizado a cerca de 70 quilômetros ao sul da capital, Manila. Nos últimos dias, lançou cinzas a cerca de 15 quilômetros de distância, gerando a evacuação de povoados inteiros diante de uma possível erupção maior, o cancelamento de voos, o alerta geral e o alarme diante de um possível tsunami vulcânico no lago Taal.

Na segunda-feira, 13 de janeiro, foi possível ver lava saindo da cratera do vulcão, enquanto o céu estava escuro por causa das cinzas e da fumaça.

As escolas e empresas fecharam na segunda-feira nas Filipinas devido à situação.

As Filipinas são país formado por ilhas, localizado no chamado “anel de fogo” do Pacífico, onde as placas tectônicas colidem, causando terremotos e atividades vulcânicas frequentes. A última erupção de Taal ocorreu em 1977.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.

ACI