Capturam sujeito acusado de vandalizar igreja em Nova York nos Estados Unidos

Igreja

A polícia de Nova York anunciou no início desta semana que capturou um sujeito acusado de vandalizar no domingo, 3 de novembro, uma igreja em Williamsburg, um bairro do distrito de Brooklyn, em Nova York (Estados Unidos).

Michael Gould Wartofsky, de 34 anos, foi acusado de crime de ódio porque supostamente arrancou plantas nos arredores da Paróquia de Nossa Senhora do Monte Carmelo, jogou-as contra a porta, depois derrubou e danificou uma estátua de aproximadamente cinco mil dólares.

Como comentou o pároco Mons. Jamie Gigantiello à NBC de Nova York, a polícia anunciou que o sujeito estava bêbado quando destruiu as propriedades da igreja. Uma câmera de vigilância capturou os fatos em vídeo.

“Essa demonstração de violência, ira e ódio é muito inquietante. Definitivamente, é um ataque contra a Igreja Católica”, disse Mons. Gigantiello ao meio de comunicação.

Atualmente, Gould-Wartofsky está desempregado, mas de acordo com seu perfil no LinkedIn, é professor adjunto da Universidade de Nova York e ministra cursos de teoria, textos e ideias sociológicas. Sua informação pessoal assinala que é bolsista de doutorado em Sociologia na Universidade de Nova York e autor do trabalho “The Occupiers: The Making of the 99 Percent Movement”.

ACI