Cardeal Sarah pede orações por cristãos do Oriente, especialmente pelos do Iraque

Igreja

O Cardeal Robert Sarah, prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, pediu orações pelos cristãos do Oriente, especialmente pelos do Iraque.

“Devemos rezar pelos cristãos do Oriente e particularmente nestes dias trágicos pelos cristãos no Iraque”, indicou o Purpurado africano em sua conta no Twitter, em 8 de janeiro.

“O medo, a angústia e o desespero não podem ter a última palavra. Se a perseguição parece triunfar, voltemos mais uma vez o nosso olhar a Cristo”, escreveu o Cardeal.

O chamado do Cardeal Sarah ocorre em meio a uma tensão bélica entre os Estados Unidos e o Irã.

Como se recorda, em 3 de janeiro, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou um ataque com drones que matou o general Qasem Soleimani, líder da Quds, a Guarda Revolucionária Iraniana, no aeroporto internacional de Bagdá, assim como o líder da milícia iraquiana Abu Mahdi al-Muhandis.

O ataque aéreo ocorreu após um ataque contra a embaixada dos EUA em Bagdá. Os funcionários norte-americanos asseguram que Soleimani tinha planejado ataques adicionais contra os Estados Unidos.

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, jurou vingança após o ataque a Soleimani e Trump ameaçou através do Twitter, em 4 de janeiro, atacar locais culturais iranianos se o Irã atacar qualquer alvo norte-americano, uma medida que posteriormente foi rejeitada por funcionário do Pentágono.

Cantos de “morte à América” ​​foram escutados no funeral de Soleimani, em 6 de janeiro. Na manhã do dia 8 de janeiro, o Irã lançou 22 mísseis contra duas bases iraquianas que albergam tropas norte-americanas.

Na quarta-feira, 8 de janeiro, o presidente Trump enviou uma mensagem ao país na qual indicou que não houve baixas norte-americanas nas bases atacadas pelo Irã e que ele ainda está avaliando diversas opções para responder.

ACI