Bispos da Igreja Ortodoxa de Aleppo teriam sido martirizados em 2016, diz investigação jornalística

Morreram como mártires, assassinados em dezembro de 2016 pelos milicianos que os mantinham reféns há anos. Esse teria sido o triste destino dos dois arcebispos de Aleppo, o greco-ortodoxo Boulos Yazigi e o sírio-ortodoxo Mar Gregorios Yohanna Ibrahim, desaparecidos em 22 de abril sem deixar rastro, na área entre a metrópole síria e a fronteira com a Turquia.

Continue lendo...