Chile: Incêndio destrói igreja declara Patrimônio da Humanidade

Igreja

Na madrugada desta quarta-feira, 22 de janeiro, um incêndio voraz destruiu completamente a igreja de São Francisco, localizada em Ancud, Chiloé (sul do Chile).

Por volta das 6h, os bombeiros se dirigiram ao local para tentar controlar o incêndio e evitar que se propagasse para as casas vizinhas.

A Polícia de Investigações (PDI) e os Carabineiros do Chile também começaram seu trabalho para investigar as causas do incêndio.

Através de um comunicado, a Diocese de Ancud explicou que os Carabineiros alertaram o pároco de São Francisco, Pe. Alex Gallardo, sobre o incêndio.

Pe. Gallardo, que teve leves lesões no braço e no rosto por causa do fogo, lamentou a grande dor que o fato gera na comunidade e destacou que a fé das pessoas não é afetada, pois continuarão se reunindo e construirão um novo templo.

As igrejas desta região foram construídas a partir do século XVII, durante o processo de evangelização feito por jesuítas.

São feitas de madeira, com uma tradição cultural única, gerada por técnicas indígenas e europeias.

Atualmente, cerca de 60 igrejas fazem parte da Escola Chilota de Arquitetura Religiosa em Madeira e 16 delas foram declaradas Patrimônio da Humanidade pela Unesco, em 2000.

A ministra ds Culturas, das Artes e do Patrimônio, Consuelo Valés, lamentou o ocorrido na igreja que “estava em processo de declaração como monumento histórico”.

“É uma notícia que atinge a comunidade de Ancud e seu patrimônio: uma parte da história e da memória de Chiloé foi destruída pelas chamas. Lamentamos profundamente o ocorrido”, manifestou.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Natalia Zimbrão.