Diocese esclarece “banho em padre” diante do Santíssimo: É necessária catequese eucarística

Igreja no Brasil

Nos últimos dias, ganhou repercussão nas redes sociais um vídeo de jovens despejando um balde de água sobre um sacerdote, na frente do Santíssimo Sacramento exposto solenemente, imagens que, segundo esclarecimento da Diocese de Iguatu (CE), demonstram que é necessária uma “catequese eucarística” aos jovens.

Após a repercussão das imagens, a Diocese de Iguatu publicou uma nota de esclarecimento, na qual explica que o fato ocorreu durante o III Reviver do EJC (Encontro de Jovens com Cristo), um evento que reuniu “cerca de 700 jovens sobre o tema ‘Se não for para ir para o céu, não vale a pena viver’”.

Segundo a Diocese, tratou-se de um evento “cercado de vários e importantes momentos que se traduziram em uma rica experiência da juventude católica”, tendo superado “todas as expectativas do Clero, deixando-nos felizes pelos resultados apresentados”.

Entretanto, afirma que “um fato destoou ao final da Adoração, pois, ainda com o Santíssimo Sacramento exposto, foi dado ‘um banho de água’ no padre, vindo da Arquidiocese de Brasília”, e o sacerdote “protegeu a cabeça com um boné, após o ocorrido”.

“As imagens foram repassadas e criticadas, como era de se esperar, devido à presença da Santíssima Eucaristia”, acrescenta.

Diante do ocorrido, “Dom Edson conversou com o referido padre para se certificar dos fatos. O sacerdote aceitou com humildade a reprovação do Bispo. Afirmou não ter tido a intenção de profanar a Sagrada Eucaristia”.

Além disso, a Diocese de Iguatu assinala que “tudo indica que a empolgação juvenil e a expressão de contentamento, próprias dos jovens, no final de um encontro cheio de emoções, não permitiram que eles ponderassem que o momento era inadequado para brincadeiras”.

Neste sentido, conclui que “o fato, porém, motiva que se faça com os jovens do EJC e aqueles de outras expressões juvenis a necessária catequese eucarística”.

ACI