Diocese na Venezuela se prepara para a beatificação do doutor dos pobres José Gregorio Hernández

Igreja

Dom Rafael Bitter, da Comissão Nacional para a Beatificação de José Gregorio Hernández, anunciou o início do caminho de preparação espiritual e organização de atividades para celebrar a beatificação do chamado “médico dos pobres”, que poderia ocorrer no primeiro trimestre de 2021.

Depois que o Papa Francisco aprovou o decreto que reconhece o milagre atribuído à intercessão do médico venezuelano e autoriza seu processo de beatificação, na Venezuela foi criada a Comissão Nacional para a Beatificação, encarregada de coordenar as ações preparatórias para esta celebração.

A Comissão foi formada na Diocese de Punto Fijo e está composta por Dom Rafael Bitter, Vigário Geral da Diocese de Punto Fijo; Rubén Reyes, coordenador da pastoral de comunicação; e Pe. David Gutiérrez, diretor de Kayros 106.3 F.M.

Dom Bitter assinalou que “ainda não há data ou local para a cerimônia de beatificação”; no entanto, afirmou que espera realizá-la “no primeiro trimestre de 2021”, informou a Diocese de Punto Fijo.

Da mesma forma, indicou-se que como “um passo importante no caminho de beatificação” de José Gregorio Hernández, ocorrerá a exumação de seus restos mortais, que “serão realocados no altar da Igreja Candelária de Caracas”.

Também informaram que, como parte das atividades, será realizada “um tipo de missão nacional” para divulgar detalhes de sua vida como “um exemplo a seguir no caminho da santidade”.

Essa catequese será realizada através dos meios de comunicação e das redes sociais, uma vez que o país ainda está em quarentena, como uma medida ordenada pelo Governo para reduzir a expansão do novo coronavírus.

O Prelado esclareceu aos fiéis que José Gregorio Hernández ainda não pode ser chamado de beato, até a celebração de sua “cerimônia de beatificação” e lembrou “que os santos e beatos não devem ser adorados, mas apenas venerados e respeitados; só Deus deve ser adorado”.

No dia em que foi anunciado que o Papa reconheceu o milagre atribuído à intercessão do médico venezuelano, Dom José Luis Azuaje, presidente da Conferência Episcopal Venezuelana (CEV)) enviou uma declaração na qual assegurou que é um momento histórico esperado pela nação e agradeceu a Deus pelo milagre que permite a beatificação.

“Damos glória a Deus pela vida da menina Yaxuri Ortega, a quem Deus concedeu o milagre através da intercessão do Dr. José Gregorio”.

Além disso, afirmou que, como novo beato, poderá ser atribuído a ele um culto público na Venezuela para pedir a “sua intercessão diante das calamidades que estão ocorrendo, mas, sobretudo, reforçar a esperança que nos ajudará a superar este estado de penúria e dificuldades que vive o povo, particularmente, os mais pobres e abandonados”.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.