Encontram mosaico de 1500 anos que representa milagre dos pães e peixes de Jesus

Arte/Cultura

Um grupo de arqueólogos da Universidade de Haifa, em Israel, descobriu um mosaico de aproximadamente 1500 anos que representa o milagre de Jesus da multiplicação dos cinco pães e dois peixes, com os quais alimentou 5 mil pessoas.

A descoberta foi feita dentro do parque nacional de Hippos, um sítio arqueológico, em Israel, localizado perto do Mar da Galileia, debaixo dos escombros de uma antiga igreja bizantina conhecida como “Burnt Church” ou Igreja Queimada. Hippos foi governada, entre outros, por Herodes, o Grande.

Segundo o meio local ‘The Jerusalem Post’, a Igreja Queimada provavelmente foi incendiada durante a conquista da cidade de Sasanian, em 614, e vem sendo estudada desde 1993 por arqueólogos israelenses, poloneses e norte-americanos.

A equipe de arqueólogos da Universidade de Haifa iniciou as escavações em 2019 e a igreja já foi totalmente escavada. Os trabalhos arqueológicos são supervisionados pelo Dr. Michael Eisenberg, chefe da equipe de escavação em Hippos, em nome do Instituto de Arqueologia da Universidade de Haifa.

Os azulejos descobertos na abside mostram dois peixes e cinco pães como descritos na Bíblia.

Eisenberg disse à CNN que era “óbvio” que as pessoas que rezam no local “reconhecem a posição geográfica do que pensavam que seria o local real da alimentação dos 5 mil”.

A tradição cristã indica que o milagre ocorreu no extremo noroeste do Mar da Galileia, em Tabgha, onde fica agora a Igreja da Multiplicação dos Pães e Peixes. O extenso território de Hippo ficava no lado leste do Mar da Galileia.

“Atualmente, tendemos a considerar a Igreja da Multiplicação em Tabgha, a noroeste do Mar da Galileia, como o local do milagre, mas com uma leitura cuidadosa do Novo Testamento, é evidente que poderia ter ocorrido ao norte de Hippos, dentro da região da cidade”, disse Eisenberg.

Embora tenha assegurado que era cauteloso com a interpretação do mosaico, disse que é necessário prestar atenção em vários pontos.

“Certamente, pode haver explicações diferentes para as descrições de pães e peixes no mosaico, mas a semelhança com a descrição no Novo Testamento não pode ser ignorada. Por exemplo, devido ao fato de que o Novo Testamento tem uma descrição de cinco pães em uma cesta ou dos dois peixes representados na abside, como encontrado no mosaico”, acrescentou.

ACI