Hospitais no Brasil recebem respiradores doados pelo Papa Francisco

Igreja

No último dia 17 de agosto, foi anunciado que o Papa Francisco, por meio da Esmolaria Apostólica, doaria ao Brasil 18 respiradores e 6 aparelhos de ultrassom para combater a pandemia de Covid-19, equipamentos que já começaram a ser entregues em hospitais de cidades como Tocantinópolis (TO), Goiânia (GO), Crato (CE) e Porto Alegre (RS).

Esta doação responde ao apelo do Papa Francisco “à generosidade e solidariedade para com as populações e países que mais sofrem com a emergência epidemiológica da COVID-19”.

Segundo a Esmolaria Apostólica, os respiradores Draeger e os aparelhos de ultrassom da marca Fuji foram doados “graças ao generoso compromisso da Associação Hope Onlus que, altamente especializada em projetos humanitários sobre saúde e educação, tem trabalhado para encontrar os equipamentos médicos de alta tecnologia que salvam vidas através de vários doadores”.

A entrega dos equipamentos em hospitais no Brasil tem sido realizado pelos emissários do Papa Francisco, doutores Paulo Tachine e Antonio Guizzetti, representantes da “Hope Onlus”.

No domingo, 23 de agosto, os emissários do Papa entregaram 3 ventiladores pulmonares e um ultrassom portátil ao hospital Dom Orione, em Tocantinópolis.

Na ocasião, o Bispo de Tocantinópolis, Dom Giovane Pereira de Melo, desejou “que este gesto de solidariedade cristã e de caridade do Papa Francisco possa realmente ajudar os mais pobres e necessitados atendidos pelo hospital e maternidade Dom Orione”.

Por sua vez, o diretor presidente do hospital, Padre Jarbas Assunção Serpa, declarou que “é uma grande honra receber a doação enviada pelo Papa Francisco”. Segundo ele, “esses equipamentos vão contribuir de forma muito significativa na assistência aos pacientes, em especial os mais graves”, que se encontram na instituição, a qual é uma das principais unidades de tratamento da Covid-19 no Tocantins, com leitos clínicos e de UTI que também atendem ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Na terça-feira, 25 de agosto três respiradores foram entregues à Santa Casa de Misericórdia de Goiânia, em cerimônia que contou com a presença do Bispo Auxiliar Dom Levi Bonatto. O Prelado abençoou os equipamentos antes que fossem repassados para a unidade de saúde.

A Santa Casa de Misericórdia de Goiânia conta com 32 respiradores e 10 leitos de UTI para pacientes diagnosticados com a Covid-19. Segundo a instituição os novos equipamentos vão permitir uma margem de segurança nos atendimentos.

Outra entrega de equipamentos doados pelo Papa Francisco aconteceu na quarta-feira, 26 de agosto, ao Hospital São Camilo, referência para o tratamento de pacientes graves em Crato (CE). A instituição recebeu dois ventiladores pulmonares e um ultrassom.

Os aparelhos foram abençoados pelo Bispo de Crato, Dom Gilberto Pastana, o qual agradeceu pela doação. “Nós somos muito gratos ao Santo Padre por este presente, esta doação e pela preocupação”.

“Sem dúvida um gesto de solidariedade e de amor a todos nós, brasileiros, que neste tempo tão difícil, conseguiu estes equipamentos e está ofertando a este hospital para que, as pessoas acometidas deste vírus, possam se recuperar”, declarou.

Já na quinta-feira, 27 de agosto, quatro respiradores e um aparelho de ultrassom foram entregues ao Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre.

Como agradecimento pela doação recebida, a instituição deu o nome de Papa Francisco à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) que acolhe os pacientes com Covid-19.

A cerimônia de entrega dos equipamentos contou com a presença do Arcebispo de Porto Alegre e primeiro vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Jaime Spengler, que abençoou os equipamentos. Também estiveram presentes o reitor da PUCRS, Irmão Evilázio Teixeira, e o diretor-geral do Hospital, Leandro Firme.

“Este gesto é a expressão da solidariedade de homens e mulheres preocupados com a vida dos menos favorecidos”, assinalou Dom Jaime Spengler.

Por sua vez, Irmão Evilázio Teixeira indicou que tal “ato de solidariedade” é “fundamental para que sigamos fortalecidos e atuantes na nossa missão de cuidado e promoção à vida”.

Outros equipamentos também devem ser entregues à instituições de saúde em Aracaju (SE) e no Rio de Janeiro (RJ).

POR: ACI