Inaugurada a nova iluminação da Basílica de São João de Latrão na Itália

Igreja

Brilhante e imponente, assim luze a Basílica de São João de Latrão, Catedral de Roma, com a renovação da iluminação da fachada, inaugurada nesta semana com o objetivo de revitalizar um dos lugares mais simbólicos da capital italiana.

Esta consiste em 60 novos projetores de luz com os quais se quis ressaltar a beleza arquitetônica da catedral romana, assim como os afrescos da entrada traseira e as 16 imagens que sobressaem na fachada, além do pórtico e os campanários medievais.
A nova iluminação artística foi inaugurada pelo Cardeal Angelo De Donatis, Vigário do Papa para a Diocese de Roma, junto com a prefeita da cidade, Virginia Raggi, e a presidente da empresa de energia Acea, que supervisionou a instalação, Michaela Castelli.

Durante um ato no qual se acenderam de maneira gradual as luzes, e após uma oração, o Cardeal destacou que a nova iluminação é “uma forte recordação simbólica para a Igreja que é mãe de todas as Igrejas e que representa a unidade com o Bispo de Roma. Uma luz que quer dar um sentido também à toda comunidade cristã, aos fiéis que vivem e frequentam a Basílica, que são pedras vivas que caracterizam a Igreja”.

Ao falar sobre a nova iluminação, o purpurado assinalou que esta chama a atenção “por sua ligeireza e elegância, que não molesta, mas, com delicadeza, tem feito a Basílica mais bela e viva”.

Por sua vez Virginia Raggi indicou que a renovação das luzes geram agora “um impacto visual extraordinário”. Sublinhou que é uma instalação luminosa que busca dar “um novo sentido à beleza artística, dar profundidade, e também um sentido novo aos lugares religiosos que tocam a emoção dos romanos”.

Disse ainda, que Roma é uma cidade de muitas luzes, e uma beleza especial durante o dia, mas que “não podemos permitir que perca sua beleza pela noite”.

Entanto, a presidente de Acea, Michaela Castelli, manifestou que a nova instalação é “um passo importante no caminho da iluminação do patrimônio histórico de toda a cidade”. Acrescentou que “poder iluminar Roma e seus símbolos não é somente um trabalho, mas uma grande honra”.

A Basílica de São João de Latrão, não tem apenas um grande significado para a Igreja em Roma, mas para a Igreja Universal. Foi consagrada no século IV pelo Papa Melquíades e é a mais antiga das Basílicas romanas. Ela ostenta o título de “Mãe e Cabeça de todas as igrejas na cidade e no mundo”.

O templo que hoje conhecemos não é o original, já que com o passar dos séculos sofreu pelos terremotos, incêndios e também pelos bárbaros, sendo reconstruída em várias ocasiões.

A fachada atual, que data de 1735, foi renovada pelo Papa Clemente XIII.

Gaudium