Inferno no Chile: Grupos anticatólicos colocam fogo em Igreja histórica com imagem de Nossa Senhora e relíquias

Igreja

Um grupo de terroristas anticatólicos atacou, saqueou e incendiou na tarde de domingo, 18 de outubro, a Paróquia de São Francisco de Borja, dedicada ao serviço religioso dos Carabineiros (polícia) em Santiago, Chile. Entre os objetos destruídos e queimados está uma imagem da Virgem Maria.

O ataque contra a igreja católica na capital chilena acontece no marco da onda de violência desencadeada ao completar um ano do início dos protestos sociais no país, devido ao aumento no preço das passagens no serviço de transporte público do Metrô.

A igreja sofreu um ataque semelhante em 3 de janeiro deste ano.

O templo católico data de 1876 e nos seus primórdios foi a Capela do Sagrado Coração de Jesus do Hospital São Borja. Em novembro de 1975, foi designado para o serviço religioso dos Carabineiros do Chile.

Por meio do Twitter, os Carabineiros destacaram que “após o saque de espécies da Igreja de São Francisco de Borja, os antissociais realizam uma barricada com fogueira do lado de fora”.

Em seguida, as autoridades chilenas indicaram que “pessoas atearam fogo às dependências da Igreja Institucional. Funcionários da Prefeitura de Controle da Ordem Pública estão no local”.

Carabineiros do Chile reportou por volta das 17h (hora local) que “haveria 5 detidos; um dentro da Igreja Institucional e quatro no entorno ”.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Natalia Zimbrão.

POR: ACI