Museu da Catedral de Santiago de Compostela bate recorde de visitas em 2019

Arte/Cultura

A arte sacra que aproxima e leva para Deus tem conquistado maior interesse entre as pessoas, isto é o que reflete o recorde histórico de visitas que recebeu o Museu da Catedral de Santiago de Compostela na Espanha durante o ano de 2019. A instituição deu a conhecer as cifras do último ano e são muito positivas.

De acordo com a Catedral compostelana, as visitas ao Museu em 2019 foram de 274.571 pessoas, subindo 35% em um ano, quer dizer 71 mil a mais que no ano 2018. Dados que estão acima dos 219.031 visitantes de 2017 e dos 203.902 de 2018. Como detalha a Catedral de Santiago em nota informativa, “estes dados são especialmente significativos tendo em conta que, faz apenas 10 anos, o Museu superava os 100 mil visitantes anuais”.

Os visitantes que marcaram a cifra recorde participaram em algum dos programas de visitas organizados pelo Museu da Catedral de Santiago, dados que chamam a atenção, posto que em 2019 a instituição viu condicionada sua atividade pelas obras de restauração que se adiantam na catedral em vista do Ano Santo Compostelano que se celebrará em 2021. Aos dados também se acrescentam os quase 12 mil estudantes que participaram durante o ano dos programas educativos realizados pelo Museu, e os avanços do programa Compostela Sacra que aposta no patrimônio cultural da Igreja em Santiago de Compostela, centrando-se em uma primeira etapa na gestão do Museu de arte sacra da Colegiata de Sar.

O Museu da Catedral e a Fundação Catedral já esperam que esta cifra recorde seja superada em 2020, graças à incorporação de novos projetos e atividades que serão desenvolvidas ao longo do ano envolvendo âmbitos como a investigação, a conservação e a difusão das coleções de arte da Catedral de Santiago de Compostela; tudo em vistas ao Ano Compostelano de 2021. (EPC)

GAUDIUM