Novo vírus mortal espalha medo pela China, mais de 17 pessoas são vítimas de doenças misteriosas

Atualidades
Na cidade chinesa de Wuhan, o epicentro de um surto viral, mais 17 casos do novo coronavírus foram relatados pelas autoridades – três dos quais foram descritos como “graves”.

O vírus infectou um total de 62 pessoas em Wuhan, oito das quais estão em estado grave, enquanto 19 foram curadas e receberam alta do hospital. O restante ainda está recebendo tratamento e está sendo mantido em isolamento.

Duas pessoas morreram até agora da nova forma de coronavírus. Um homem de 69 anos morreu na quarta-feira depois que a infecção causou tuberculose pulmonar e danificou vários órgãos.

Cientistas do Centro de Análise Global de Doenças Infecciosas MRC do Imperial College de Londres  alertaram  que o número de casos na cidade estava se aproximando de 1.700 – muito acima das estimativas oficiais.

Três casos foram registrados no exterior – dois na Tailândia e um no Japão. A Índia emitiu um aviso de viagem à luz do novo vírus perigoso em movimento no país, com autoridades aumentando as avaliações de segurança e saúde nos aeroportos indianos.

O comunicado segue um aviso semelhante das autoridades de saúde dos EUA, que começaram a rastrear o bug em três grandes aeroportos na tarde de sexta-feira, depois que o vírus reivindicou sua segunda vítima em Wuhan.