Ordem dos Frades Menores assinala 30 anos de presença missionária em Angola

Igreja na África

A Missa de acção de graças teve lugar na Paróquia dos Santos Mártires de Uganda, na arquidiocese de Malanje, uma das regiões de Angola que recebeu de “braços abertos” os missionários franciscanos.

No longínquo ano de 1971, D. Pompeu de Sá Leão e Seabra (2º Bispo 1962 – 1973), confiou aos Frades Menores Capuchinhos a Paróquia Santos Mártires de Uganda, no Bairro da Catepa, e em 1990 D. Eugénio Salessu (5º Bispo 1977 – 1998) convidou a partir do Brasil os Frades Menores que até aos dias que correm trabalham nesta circunscrição eclesiástica, fundamentalmente na expansão do evangelho e na promoção das vocações à vida religiosa, aspectos ressaltados por D. Benedito Roberto, actual arcebispo  de Malanje.

“Nestes 30 anos de história, mais de 50 Frades estiveram em Angola como missionários, sem contar outros tantos que passaram pela Missão para um período mais curto de ajuda na formação de Frades, leigos e das Irmãs Clarissas e outras actividades. Hoje, compõem a Fundação Imaculada Mãe de Deus (FIMDA) 18 Frades de profissão definitiva, dos quais seis angolanos. Um total de 43 são angolanos professos temporários, 27 são noviços e dois brasileiros fazem a experiência do Ano Missionário”.

O presidente da Fundação Imaculada Mãe de Deus em Angola da Ordem dos Frades Menores, Frei António Boaventura Zovo Baza agradeceu a Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), sobretudo na expansão da comunidade em Angola.

Os trabalhos realizados pelos Frades da FIMDA se distinguem pela diversidade manifesta no atendimento a paróquias, na formação, no atendimento aos necessitados, na educação escolar, a escuta cristã, na assistência às Irmãs Clarissas, na produção e apresentação de programas de rádio, nos trabalhos sociais, no serviço da escuta cristã, nas celebrações, nas visitas a aldeias e lugares de difícil acesso, no acompanhamento vocacional dos candidatos à vida religiosa franciscana.

Os fiéis reconhecem o contributo dos Frades Menores na evangelização e no desenvolvimento dos serviços sociais.

Em Angola os Frades Menores têm cinco Fraternidades espalhadas nas dioceses de Viana e Sumbe e nas Arquidioceses de Luanda e Malanje.