Papa confirma data da beatificação de frei educador argentino Mamerto Esquiú

Igreja

O Papa Francisco confirmou que a data de beatificação de Frei Mamerto Esquiú será no próximo dia 13 de março de 2021 em Catamarca.

Em nome do Santo Padre, o cardeal Angelo Becciu, prefeito da Congregação para a Causa dos Santos, presidirá a celebração.

O ministro da Província Franciscana da Assunção da Santíssima Virgem do Río de La Plata (Argentina), Frei Emilio Luis Andrada, divulgou a notícia no dia 26 de agosto, após receber uma carta da Secretaria de Estado do Vaticano com Data 19 de agosto de 2020.

Breve biografia de Frei Mamerto Esquiú

Mamerto de la Ascensión Esquiú Medina nasceu em 11 de maio de 1826 em Catamarca. 

Ingressou no noviciado do convento franciscano de Catamarca em maio de 1836 e fez os votos aos 17 anos. 

Dedicou-se a ser educador infantil e professor do convento. Ele foi reconhecido por suas fervorosas homilias.

Após a guerra civil, em 9 de julho de 1853, ele pregou o famoso sermão sobre a Constituição. Nesse discurso, pediu harmonia e união para os argentinos, alcançando importância nacional por ter estabelecido ensinamentos luminosos e uma sólida doutrina jurídica e sociológica.

Por aclamação popular, ele concordou em ser deputado do departamento de Valle Viejo. Fray Mamerto incentivou, inspirou e realizou ações voltadas para a indústria de mineração, a geração de renda pública, a instalação de iluminação pública, a construção de escolas, a implantação da gráfica, entre outros trabalhos.

Fray Mamerto Esquiú foi nomeado bispo de Córdoba em 12 de dezembro de 1880 e assumiu seu cargo em 16 de janeiro de 1881.

O religioso faleceu em 10 de janeiro de 1883 na cidade de El Suncho, em Catamarca. Em 2005 foi declarado Servo de Deus.

Seus restos mortais repousam na Catedral de Córdoba e seu coração não corrompido continua desaparecido, após o assalto ocorrido em janeiro de 2008 no convento franciscano de Catamarca.

Mais informações em Fray Mamerto Esquiú .

POR: ACI PRENSA