Papa: Em algumas sociedades, se as pessoas expressam sua fé, vão para a cadeia

Igreja

Na Audiência Geral desta quarta-feira, 23 de setembro, o Papa Francisco afirmou que em algumas sociedades as pessoas não são livres para expressar sua fé e, se o fizerem, “vão para a cadeia”.

Assim indicou o Santo Padre em sua catequese de hoje no Pátio de São Dâmaso no Vaticano.

“Em algumas sociedades, muitas pessoas não são livres de expressar a sua fé e os seus valores, suas ideias: se elas as expressam com liberdade, vão para a cadeia”, lamentou o Pontífice.

“Noutros lugares, especialmente no mundo ocidental, muitas reprimem as próprias convicções éticas ou religiosas. Mas assim não se pode sair da crise, ou contudo, não podemos sair melhores. Sairemos piores”, explicou.

Isso contribui para o fato de que “muitas vezes, porém, tantas pessoas não podem participar na reconstrução do bem comum porque são marginalizadas, excluídas ou ignoradas; certos grupos sociais são incapazes de contribuir, porque são econômica ou politicamente asfixiados”.

Francisco sublinhou ainda que “para sairmos melhores de uma crise como a atual, que é uma crise de saúde e ao mesmo tempo social, política e econômica, cada um de nós é chamado a assumir a sua parte de responsabilidade. Partilhar as responsabilidades”.

“Devemos responder não só como indivíduos, mas também a partir do próprio grupo de pertença, do papel que desempenhamos na sociedade, dos nossos princípios e, se acreditamos, da nossa fé em Deus”, destacou.

POR: ACI