Peregrinação do Terço dos Homens reúne 12 mil devotos em Santuário de Minas Gerais

Igreja no Brasil

Por volta de 12 mil fiéis se reuniram no último sábado, 31 de agosto, no Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade, Padroeira de Minas Gerais, para participar da 6ª Peregrinação Mineira do Terço dos Homens.

A maioria dos peregrinos eram homens que foram até o local para pedir a intercessão de Nossa Senhora da Piedade e agradecer as graças alcançadas. Imensos mantos, bandeiras e imagens de Nossa Senhora e de São José acompanharam os devotos durante o trajeto.

Empunhando seus terços, jovens, crianças e idosos percorreram três quilômetros até o ponto mais alto do Santuário, a 1.746 metros de altitude, onde se encontra a Ermida da Padroeira – Basílica da Piedade.

Peregrinação do Terço dos Homens reúne 12 mil devotos em Santuário de Minas Gerais 2.jpg

 

Assim que chegaram à Praça Cardeal Mota, foi celebrada uma Santa Missa, presidida pelo Arcebispo de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, e concelebrada pelo reitor do Santuário, Padre Fernando César do Nascimento, pelo pró-reitor e Coordenador arquidiocesano do Terço dos Homens, Padre Carlos Antônio da Silva, além de sacerdotes e diáconos permanentes da Arquidiocese de Belo Horizonte.

Peregrinação do Terço dos Homens reúne 12 mil devotos em Santuário de Minas Gerais 3.jpg

Para o prelado, o Terço dos Homens merece ser acompanhado de perto por todos, sobretudo para que a devoção mariana leve as pessoas a colocar Jesus Cristo no centro, como a Mãe da Piedade ensina: sendo mãe, discípula exemplar, com o filho no colo, colocando, sempre mais, a Palavra de Deus em primeiro lugar.
Em sua homilia, Dom Walmor afirmou que o movimento espiritual do Terço dos Homens está se tornando cada vez mais um dom para a Igreja. “Um movimento evangelizador, congregador, que tem proporcionado novamente às famílias mais espiritualidade”.

Peregrinação do Terço dos Homens reúne 12 mil devotos em Santuário de Minas Gerais 4.jpg


“Devoção que move corações e que precisa dessa iluminação para se tornar cada vez mais forte no coração da Igreja, no coração do Mundo. Uma espiritualidade que é sustento para cada família, e tão necessária, porque a família é o grande tesouro da vida da Igreja, da vida de toda a sociedade. Por isso mesmo, cuidar dela é fundamental”, concluiu o Arcebispo.

Gaudium