Primeiro sacerdote a morrer de coronavírus em Roma é um latino-americano

Coronavírus Igreja

O venezuelano Miguel Ángel Tabet, professor emérito de Sagrada Escritura e História da Igreja da Universidade da Santa Croce (Santa Cruz), é o primeiro sacerdote a morrer em Roma devido ao coronavírus COVID-19.

Pe. Tabet, 79 anos, faleceu ontem à noite no policlínico universitário Campus Biomédico de Roma. O responsável por dar a notícia lamentável foi o reitor da Universidade da Santa Cruz, Pe. Luis Navarro.

Pe. Tabet, disse o reitor, “que viveu ensinando e pesquisando a Palavra de Deus, encontrou-se agora pessoalmente com o Verbo de Deus. Rezemos por ele e nos confiamos a sua intercessão”.

O sacerdote falecido contraiu coronavírus junto com seus companheiros em uma casa do Opus Dei, que agora está sob supervisão médica rigorosa.

Em uma carta, o reitor pediu orações, em particular também por Mons. Ignacio Carrasco de Paula, presidente emérito da Pontifícia Academia para a Vida; um terceiro professor, Rafael Martínez, vice-reitor acadêmico e professor ordinário de filosofia da natureza e da ciência, que estão se recuperando e a caminho da cura.

Miguel Ángel Tábet nasceu em Caracas (Venezuela), em 24 de dezembro de 1941. Foi um dos primeiros professores ordinários do então Centro Acadêmico Romano da Santa Cruz, desde 1984. Ele ensinou, entre outras matérias, hebraico, exegese e hermenêutica bíblica, com particular referência ao Antigo Testamento.

Foi membro de diversas associações bíblicas, como a Associação Bíblica Italiana, desde 1972; e da Associação Bíblica Espanhola, desde 1982.

Entre as suas publicações estão: “Iniciação ao estudo do Novo Testamento”, “A vida de Jesus e da Igreja primitiva”, “Introdução à literatura intertestamentária”, “Introdução aos livros poéticos e sapienciais do Antigo Testamento”, “Introdução ao Pentateuco e aos livros históricos do Antigo Testamento”, e “Leitura Multidimensional da Sagrada Escritura”.

Em 2014, a Faculdade de Teologia da Universidade da Santa Croce organizou um ato acadêmico em sua homenagem e apresentou o volume Collectanea Bíblica, compilado por E. González, que contém a maioria de seus escritos.

Embora tenha exercido uma grande atividade acadêmica, durante anos esteve encarregado de uma importante pastoral familiar e acompanhava os casais jovens em seu crescimento espiritual. Realizou esta obra em São Girolamo della Carità, a primeira igreja onde serviu São Felipe Neri.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.