Sacerdote morto pelo Estado Islâmico é um mártir, diz arcebispo de Aleppo

Igreja

O arcebispo da Igreja Católica Armênia de Aleppo, bispo Boutros Marayati, disse que Pe. Hovsep Bedoyan, morto segunda-feira pelo Estado Islâmico (ISIS), “é um mártir da Síria” que “fez o bem e foi muito comprometido com a reconstrução da Igreja e das casas da comunidade armênia de Deir er Zor ”.

Em declarações ao Vaticano News, ele disse que o ataque ao padre, no qual seu pai também morreu, não foi “um ato casual, mas foi completamente estudado”. “O carro do padre era reconhecível, eles sabiam que ele estava lá para receber a ajuda e tinha dinheiro para a reconstrução”, disse ele.

Em um tweet, o Papa Francisco expressou sua proximidade com a comunidade católica armênia de Kamichlié, na Síria, reunida para o funeral de seu pároco. O papa garantiu que orava por eles, por seus parentes e por todos os cristãos na Síria.

ACI