Da ordem política tradicional ao estado de massas

A natureza deste estudo surge da necessidade de debatedores, principalmente em terras brasileiras, sobre os chamados corpos intermediários. Apesar de muitas dessas instituições serem estudadas nas diversas áreas das ciências humanas, são pouquíssimos os que compreendem seu papel na ordem política tradicional. Sem compreender sua natureza há uma tendência entre estes estudiosos a naturalizar o Estado Moderno ou fazer um juízo de valor colocando a ordem política tradicional como uma coisa superada.

Continue lendo...