Bispos da Igreja Ortodoxa de Aleppo teriam sido martirizados em 2016, diz investigação jornalística

Morreram como mártires, assassinados em dezembro de 2016 pelos milicianos que os mantinham reféns há anos. Esse teria sido o triste destino dos dois arcebispos de Aleppo, o greco-ortodoxo Boulos Yazigi e o sírio-ortodoxo Mar Gregorios Yohanna Ibrahim, desaparecidos em 22 de abril sem deixar rastro, na área entre a metrópole síria e a fronteira com a Turquia.

Continue lendo...

Rezar e trabalhar pela paz diante de ataques contra locais sagrados, pedem bispos

“Em resposta às situações de grande violência e ataques a pessoas e lugares sagrados em diferentes países da região da América Latina e Caribe, convidamos todos os fiéis católicos e todos aqueles que acreditam em Deus a se unirem a nós em oração para que cessem estes abusos, os confrontos entre irmãos e as liberdades religiosas sejam respeitadas”.  Esse é o apelo lançado pelo Secretário-Geral da Conferência Episcopal do Paraguai, Dom Amancio Benítez, bispo de Benjamín Aceval, em uma mensagem onde convida “a rezar e trabalhar pela paz “.

Continue lendo...