Tiroteio nos Estados Unidos: Bispos lamentam e pedem oração após “ataques horrendos”

Igreja

O Cardeal Daniel DiNardo, Arcebispo de Galveston-Houston e presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB), expressou a dor da Igreja no país pelos recentes tiroteios em Midland e Odessa, no estado do Texas, que causaram pelo menos cinco mortes.

Um sujeito de cerca de 30 anos foi o autor de um tiroteio nas cidades de Midland e Odessa, no estado do Texas, causando a morte de pelo menos cinco pessoas, incluindo uma menina de um ano. O homem feriu pelo menos outras 20 pessoas antes que as autoridades o matassem.

As cidades afetadas estão localizadas a menos de 500 quilômetros de El Paso, Texas, onde um sujeito matou mais de 20 pessoas no início de agosto.

Em seu comunicado, publicado em 1º de setembro, o Cardeal DiNardo assinalou que, “enquanto caminhamos para a Missa de Domingo, fazemo-lo com os corações pesados”.

“Apenas algumas horas atrás, menos de um mês após os horríveis casos de violência armada na Califórnia, Texas e Ohio, ocorreram tiroteios ainda mais terríveis, desta vez envolvendo uma seleção aleatória de vítimas nas estradas e rodovias”.

O Purpurado assinalou que “mais uma vez, esses ataques horrendos demonstram inequivocamente a existência inegável do mal em nossa sociedade”.

“Estou profundamente triste por testemunhar novamente cenas de violência e desprezo pela vida humana sendo repetidas nas ruas de nossa Nação”.

“Com resolução renovada, faço um chamado a todas as pessoas de boa vontade, começando com nossos líderes e fiéis católicos, a trabalhar incansavelmente para erradicar as causas de tais crimes”, encorajou.

O presidente da USCCB enfatizou que, “como pessoas de fé, devemos continuar rezando por todas as vítimas e pela cura de todas essas comunidades destruídas que agora se espalham por nossa terra”.

ACI