VIRAL: Menino do Pará faz poema pedindo a Nossa Senhora de Nazaré pelo fim da pandemia

Viral

O “pequeno sonhador”, assim é conhecido Mateus Marinho, um menino de 8 anos que viralizou nas redes sociais com um vídeo no qual declama o poema que fez a Nossa Senhora de Nazaré, pedindo pelo pandemia de Covid-19.

O vídeo foi publicado na página de Facebook do Círio de Nazaré, evento que anualmente, no mês de outubro, reúne milhões de devotos pelas ruas de Belém (PA), em uma das maiores manifestações católicas do mundo.

Entretanto, como recorda Mateus em seu vídeo, neste ano, o evento será virtual por causa da pandemia. “Nem todos poderão participar, mas a sua fé estará presente. Acredite”, afirma o menino, que mora em Óbidos (PA).

No Círio 2020 a fé desconhece as distâncias. Lá de Óbidos, no Baixo Amazonas, o pequeno sonhador Mateus nos mostra seu olhar talentoso sobre a festa. Segue adiante poetinha, sob a proteção de Maria.

Posted by Círio de Nazaré on Saturday, September 12, 2020

O “pequeno sonhador” possui um canal no Youtube no qual divulga seus poemas. E é por meio de seus versos que este poeta mirim sonha em ajudar a mãe, que possui problemas mentais, e a avó, que é cega.

Em um de seus poemas sobre si mesmo, a criança declama: “Sou filho do interior, com muito orgulho de ser. Não tenho pai registrado; com uma mãe do meu lado; uma vó que me irradia não têm a capacidade de enxergar a luz do dia. É normal que todo mundo tenha uma vocação. Vou me tornar um poeta, pra alegrar seu coração. Todo dia eu peço a Deus saúde pra estudar, pra ser alguém na vida e minha família ajudar”.

Em outro poema, expressa: “Deus é minha inspiração, seguro em suas mãos”; e depois acrescenta: “Parece não ter saída. Olho pra minha vida, uma família sofrida, mas com Deus no coração. Tenho lembrança dos momentos difíceis da minha vida”.

A seguir, transcrevemos o poema que Mateus, o “pequeno sonhador”, preparou “para todos os devotos da Virgem de Nazaré”:

Belém, cidade bonita, a cidade das mangueiras,
Tendo Senhora a Virgem de Nazaré como sua padroeira.
São milhares de romeiros que dobram o joelho ao chão,
Clamando pela tua graça, pela tua intercessão
Junto ao teu Filho amado, que nos dê a proteção.

Ó Mãe, foste tu que choraste ao pé da Cruz,
Com o coração partido, vendo crucificar Jesus.
Tu foste a escolhida,
E hoje podemos louvar.
Teu exemplo, teu olhar nos dão força para lutar
Por um mundo mais fraterno, onde a paz volte a reinar.

Mãe, se não estamos presentes no teu altar a louvar,
Em casa, em sintonia, de joelhos dobrados,
A Teu Filho a clamar pelo fim da pandemia
E por Teu Filho libertar.

Que a paz de Jesus e o amor de Maria
Nos dê o livramento dessa tal de pandemia.

POR: ACI